10 de novembro de 2015

— A Madonna, viu? Tá sessentona, já!
— Hmm.
— Queria eu ser igual ela! Sessentona…
— Mãe! A Madonna usa drogas. Por isso que ela tá assim bonita.
— É?
— Sim! Todo tipo de drogas, por isso tá assim!

(Este post faz parte da série Conversas Furtadas – nome de um antigo blog colaborativo que compilava os melhores fragmentos de diálogos que ouvimos em bares, restaurantes, metrôs, etc. Como o blog acabou e eu continuo ouvindo muitas pérolas por aí, resolvi compartilhar aqui também).

27 de fevereiro de 2015

— Eu A-DO-RO ir ao hospital, menina!
— Jura? Nossa! Eu não gosto, não. Me sinto mal, é tanta gente doente!
— Ah, eu gosto bastante. Sabe, lá no hospital eu tenho muito conhecimento.
— É mesmo?
— É. Eu conheço todo mundo lá. O enfermeiro que namora a minha sobrinha… o médico que atendia minha mãe há um tempo atrás (…)

(Este post faz parte da série Conversas Furtadas – nome de um antigo blog colaborativo que compilava os melhores fragmentos de diálogos que ouvimos em bares, restaurantes, metrôs, etc. Como o blog acabou e eu continuo ouvindo muitas pérolas por aí, resolvi compartilhar aqui também).

22 de agosto de 2014

— Olha!
— O Supla?
— Que Supla o quê, moleque! É o David Bowie!
— Do 24 Horas?
— David Bowie. E não Jack Bauer!
— Ah, dá no mesmo…

(Este post faz parte da série Conversas Furtadas – nome de um antigo blog colaborativo que compilava os melhores fragmentos de diálogos que ouvimos em bares, restaurantes, metrôs, etc. Como o blog acabou e eu continuo ouvindo muitas pérolas por aí, resolvi compartilhar aqui também).

Página 1 de 11