Todos os posts sobre Food
13 de julho de 2017

Acordaaaaaa, menina!
Hoje vou compartilhar com vocês uma receita sucesso, o hambúrguer de abobrinha!

Eu sei que você tá aí do outro lado da tela fazendo cara de nojo porque ECA, ABOBRINHA NO HAMBÚRGUER, QUE HERESIA.
Mas hoje é dia 13/07, um bom dia para dar uma chance pro nosso amigo vegetariano que, sejamos honestos, de hambúrguer só tem o nome. A verdade é que às vezes eu invento umas receitas adaptadas do mundo carnívoro porque não como carne vermelha há 15 anos.
 
Bora aprender a fazer esse ABOBURGUER (credo, que horrível) que é saudável, é light, é fitness, é muito bom.

Alerta: Eu sempre faço essa receita bem no olhômetro então foi difícil fazer a lista exata de ingredientes.

Separa aí:

– 6 abobrinhas médias
– Cebola picada – a gosto
– Cebolinha – a gosto
– Sal, pimenta, temperos mil – a gosto
– Aveia – o suficiente pra dar liga
– Azeite pra untar

E acabou. Juro, é só isso.

PS. Tudo que é a gosto, recomendo “a gosto de uma pessoa exagerada” porque abobrinha é uma coisinha meio sem graça, então TACA OS TEMPERO TUDO.

1. Primeiro de tudo, você descasca as abobrinhas, corta em rodelas e coloca pra ferver.

2. Depois que estiverem cozidas e bem molinhas, faça um purê usando um garfo, um martelo, um amassador de batatas, o cotovelo, enfim, use a imaginação.

3. Como abobrinha solta muita água, espere esfriar, coloque essa maçaroca toda em um pano de prato e aperte pra retirar a água.
 
DICA: levem a sério a parte do “espere esfriar.” Queimei meu dedo lindamente na pressa de terminar. Não tirei foto desse passo porque não é um processo bonito, mas não tem segredo. Pega um pano de prato (obviamente limpo, não aquele que você secou a louça o mês inteiro), coloca o purê de abobrinha no meio, fecha igual uma trouxinha e torce pra dar certo sair a água.
 
Vai ficar uma bolota de massa tipo essa da foto 3.

4. Aí você coloca a cebola, cebolinha, sal pimenta, os tempero tudo e mistura. Eu uso o sal rosa e os temperos da Pitada Natural que são livres de sódio, sem glutamato, sem conservantes e muito bons! OLHA O JABÁ

5. Aí você vai acrescentando aveia pra dar liga até ficar uma massa mais sequinha e moldável.

6. Unte as mãos com um pouco de azeite e faça os bolinhos no formato de hambúrguer. Sobrou um pouco de massa e eu fiz alguns menores em formato de almôndega.

Arruma tudo em uma fôrma untada com azeite e coloca pra assar em forno a 200ºC por uns 20 minutos ou até dourar. Vire na metade do tempo.

7. Acabe com a ideia fitness e light dessa receita, montando um lanche com pão, mostarda, maionese, ketchup e entupimento de artérias!

Pronto!
 
Me contem nos comentários se vocês pretendem fazer ou se estão me xingando mentalmente por inventar um negócio desses.

6 de junho de 2017

Enquanto o blog ficou às moscas, eu aproveite e fiz o quê? Estudei muito, trabalhei muito, fiz algo útil para meu país. Enchi a pança, obviamente. E pra provar o que estou falando, selecionei algumas fotos de comidinhas do mês passado pra postar aqui. Afinal, se tem algo fotogênico, esse algo é COMIDA.

Casa Bauducco

Um dos lugares mais gostosinhos pra fazer uma paradinha e tomar um café no shopping pra mim é a Casa Bauducco. Soy loca pela fatia de panetone tostado com açúcar e canela. Dessa vez, ainda terminei de enfiar o pé na jaca e pedi uma porção de Nutella pra acompanhar. A adiposidade abdominal agradece.

 

Abbraccio

Falando em adiposidade, eu nunca tinha comido essa sobremesa do Abbraccio, mas a garçonete super recomendou. É a tal da Crostata di Banana e crema di nocciole, uma massa folhada recheada com banana e creme de avelã. Já deu pra perceber que TOP é pouco, né?

 

Abbraccio

Ainda no Abbraccio, queria aproveitar o espaço e perguntar: quem vai em restaurante italiano e pede salada? Pois é. Porém, essa pedida talvez tenha sido melhor que a própria massa. Camarão, gorgonzola, morango e nozes, tudo juno na salada. Quem vai?

 

NB Steak

O que uma pessoa que não come carne vai fazer no NB Steak? Comer salada e chorar pro gerente liberar um menu só de frango, é claro. Lugar delícia, saladas mais ainda. Recomendo principalmente pra quem come carne, dãr.

 

Doceria

Fico aqui imaginando o dia inspirado em que uma vovó muito fofa e maravilhosa inventou o incrível bolo de coco. Aquele que vem embrulhado no papel alumínio e apesar de ser gelado, faz nosso coração esquentar de felicidade só de lembrar. Junto com um cappuccino em um dia frio, foi uma das coisas mais delicinhas do meu mês de Maio. Direto da cafeteria do lado do trabalho.

 

Vocês também ficam felizes demais com comida? <3

31 de maio de 2015

ACORDAAAA MENINA.
Hoje vou inaugurar aqui no blog, uma catiguria que há muito enrolo para criar: Cozinhando e engordando.

Provavelmente estas receitas serão um modo de turbinar aqueles posts do Buzzfeed de expectativa x realidade, obviamente na parte da realidade. Se eu gosto de cozinhar? Não muito. Mas gosto de comer, principalmente doces e por isso vi aí uma brecha para explorar este talento culinário que o mundo ainda não descobriu.

Sem mais delongas, a primeira receita é o famoso muffin de canela com recheio de chocolate meio amargo que há anos alegra o café da tarde aqui de casa e provoca uma fila no banheiro. Ironicamente, quem me ensinou esta receita foi a própria diva Namaria em um programa muito antigo. Assisti, anotei, fiz, gostei, repeti durante 10 anos e compartilho agora com vocês. Pega o papel e caneta e vem comigo!

img1

– 2 xícaras de farinha de trigo
– 50 g de manteiga derretida (dá umas 2 col. de sopa e eu derreto no micro mesmo)
– 200 g de chocolate meio amargo (1 barra mais ou menos)
– 1 pote de iogurte natural (sem açúcar)
– 1 ovo ligeiramente batido
– 1 xícara de açúcar (porque ser fitnesse sempre cansa, né gente)
– 3 col. (chá) de canela (se você não gosta de canela, passa mais tarde)
– 2 col (chá) de fermento

1 – Primeira coisa é misturar todos ingredientes secos (farinha, açúcar, canela e fermento) em uma tigela. Reservar.
2 – Depois todos os líquidos (ovo, manteiga, iogurte) em outra tigela.
3 – Junte os secos e molhados e saia cantando Sangue Latino.  Não, claro que não.
4 – Misturando tudo, deve ficar algo parecido com essa belezinha da foto.

Até aqui muito difícil hein?

img3

5 – Eu usei forminhas de cupcakes para assar, mas você pode usar uma forma de bolo normal (pequena) untada com manteiga e farinha que dá no mesmo.
6 – Coloque uma parte da massa, pegue quadradinhos de chocolate meio amargo e posicione no centro.
7 – Cubra com o restante da massa. Não tem problema se não cobrir tudo ou ficar feio (olha o meu que desgraça) porque como tem fermento, o treco vai crescer e ficar bão.
8 – Asse em forno a 200°C por uns 20 minutos. Para saber se está bom, espete um palito e veja se sai seco e o chocolate já derreteu. A massa fica douradinha por cima.

img4

O ideal é comer logo que sai do forno porque o chocolate fica derretido, quentinho, uma delícia. Quando esfria, o chocolate endurece, mas aí é só colocar uns segundinhos no microondas e fica bom de novo. Ah, se for fazer em forma de cupcake, recomendo usar de silicone, porque gruda demais no papel. Como vocês podem ver na foto, não fica a coisa mais linda do mundo, mas é bom, eu garanto. Pra acompanhar um cafezinho… SÉLOKO.

Página 1 de 212