13 de julho de 2016

Seguindo a linha desse post aqui, que eu falei das comidas e bebidas que não suportava e hoje amo, chegou a vez de fazer essa listinha falando de roupas/acessórios fashionísticos.

Isso porque às vezes eu torço o nariz pra alguma tendência/peça/acessório de primeira, mas com o tempo acabo acostumando, provando e adorando. Imagino que isso aconteça com vocês também, certo? Nossos gostos mudam demais e uma das coisas legais da moda é isso. Ousar, atrever-se a experimentar peças que aparentemente odiamos. Deixar o preconceito pra lá. É nessas que a gente consegue evoluir ainda mais o nosso estilo.

acessorios

Na minha adolescência eu não usava acessórios dourados de jeito nenhum. Nem anel, colar, pulseira, relógio, NADA. Achava que era coisa de perua. Só usava acessórios prateados, vindos direto da feirinha hippie do Guarujá. Até que um dia resolvi tentar usar uma corrente dourada bem fininha e delicada. O negócio evoluiu e eu hoje é raríssimo eu usar alguma coisa prateada.

cropped

Quando voltaram com essa tendência dos anos 80/90, eu – como muitas, aposto – achei UÓ. Já imaginei galere saindo por aí com tops apertados, com barriga pulando pra cima da calça. Tinha pavor de mostrar umbigo. Aí inventaram que só era chic se tampasse o umbigo com uma saia/calça de cintura alta. A regra era mostrar só “uma faixa” do pânceps. Nunca esqueço a primeira vez que experimentei e senti a pança livre pra voar. Sensação de liberdade indescritível. Hoje acho o máximo e acredito que a gente tem mais é que mostrar a barriga mesmo e ninguém tem nada com isso.
vestidolongo

Eu não gostava de vestidos longos de jeito nenhum. Usava quando era obrigada (formatura e casamentos) e só. Achava que ficava esquisito em mim, que sou alta. Parecia tipo um cosplay de prof. Girafales porque esses vestidos longos me deixavam mais comprida ainda. Mas em um verão não muito distante, experimentei um pela primeira vez e não achei tão ruim assim. Nos outros verões se tornou meu uniforme oficial. Uma maravilha de praticidade não passar calor com calça e não precisar mostrar as pernas quando não tô afim.

calca

COMASSIM você não suportava calça jeans, sualoka? Pois é, não suportava. Com 17 anos eu tinha 0 calças jeans no armário. Com 18 tinha uma. Eu andava numa fase meio diferentona e achava calça jeans a coisa mais sem graça, básica e desconfortável do mundo. Fora que eu só usava saia e vestido. Hoje continuo achando uma peça meio look da preguiça, mas não adianta, é coringa mesmo. Valorizo muito uma calça jeans com um bom corte que vista bem.

PS. Saruel não dá. É uma tendência que veio, foi e GRAZEDEUS e eu não fui levada pro lado negro da força.

E vocês? Já tiveram preconceito com alguma peça/acessório mas que com o tempo passaram a adorar?

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

:D :-) :( :o 8O :? 8) :lol: :x :P :oops: :cry: :evil: :twisted: :roll: :wink: :!: :?: :idea: :arrow: :| :mrgreen:

  1. Stephanie Ferreira

    15 de julho de 2016

    Eu sou assim também, a gente cresce e vai mudando né… Eu não suportava usar shorts, bermuda, vestido era o máximo que usava porque eu sempre odeio mostrar as pernas magrelas, hoje já gosto porque aprendi a não ligar pra opinião aleia, Agora algumas tendencias não desce, como a calça saruel x.x
    beijos

  2. Lorraine Faria

    20 de julho de 2016

    como assim não usava jeans? hahahaha sempre fui aloka deles! e quanto aos acessorios dourados, eu era assim tbm. usava prata e olha lá. agora dourado é meu queridinho hahaha

    beeeijo :**