19 de setembro de 2016

[Update] O choque desse desafio foi tão impactante pro blog, que eu peguei um motherfucking vírus que mandou meu layout pro espaço. Posts e comentários estão intactos, pelo menos. Deixei esse layout base por enquanto e agora está tudo sob controle. Blog limpo e vida que segue.

Tava fazendo frio demais.
A academia que eu ia faliu.
Tive umas crises de taquicardia (motivos de ansiedade, nada grave).

Some esses 3 fatores, bata no liquidificador e pronto. Estou há quase 2 meses sem fazer porcaria de exercício nenhum.

E eu gosto de fazer atividade física, juro. Gosto da sensação na hora, da sensação depois, gosto quando tô vendo resultado… o problema maior é sempre o maledeto ANTES né não? E além de musculação, eu gosto muito de correr também. Me ajuda demais na questão da ansiedade, da saúde no geral e na pancinha nossa de cada dia.

Por isso que depois de algumas tentativas frustradas de voltar à ativa – falando agora especificamente de corrida – tô aqui, na cara, na coragem e no blog, inventando um challenge mutcho loko. Deveria se chamar VERGONHA NA CARA CHALLENGE, mas resolvi mudar de última hora pra RUN LOLA RUN. NOSSA QUE CRIATIVA, parabéns, obrigada.

Já até separei o uniforme, que fofinho.

O que é?
Um desafio onde me comprometo a voltar a levar a corrida a sério e treinar direitinho, amém.

Como é?
Vou tentar correr pelo menos 3x por semana, intercalando corridinhas suaves de boa e um treino maior de fim de semana. Somando isso aos alongamentos de lei e a musculaçãozinha pra dar aquele complementada marota.

Nossa que bosta ein, não faz mais que a obrigação.
Eu sei. Mó galera já faz isso aí e vai além. Sem pular fim de semana. Eu não. Eu pulo, eu saboto, eu durmo, eu saio, eu choro quando vejo que sou a preguiça em pessoa.

Por que isso? 
Porque como eu falei, embora eu goste de fazer exercícios, eu tenho um sério problema com disciplina e continuidade. Sempre acontecem várias coisas que me impedem de fazer exercícios todos os dias. Pode ser um evento que surgiu do nada, a dor na perna que me tirou a disposição, o fato de ter trabalhado até meia-noite, uma preguiça que surgiu das trevas, um namorado que me chamou pra comer pizza na hora da corrida, ENFIM. Bora enfrentar esses demonho tudo, EM NOME DOS 10% DE BODYFAT, AMÉM.

Por que fazer isso NO BLOG? Tá sem job?
Porque eu ESPERO sinceramente que dessa forma – divulgando pra vocês tudo – eu tenha o mínimo de vergonha na cara e cumpra esse desafio. Porque se ninguém souber, eu posso facilmente burlar o esquema e me sabotar, como sempre faço. Mas agora que o mundo (oi, 7 bilhões de leitores) já sabe da minha preguiça monstra, quem sabe eu tire forças sei lá de onde pra ESTAR DANDO prosseguimento no desafio.

E agora?
Agora que começa oficialmente hoje, dia 19 de setembro de 2016. E eu vou tentar postar umas fotos no instagram e no snapchat – SEGUE LÁ – sobre esse desafio, que neste momento já começo a me arrepender de ter inventado. Vou fazer umas anotações ao longo do mês e em outubro eu volto a escrever sobre isso… se está valendo a pena, tudo o que aprendi sendo uma pessoa direita e longe das droga.

Prometo que se funcionar, eu volto a fazer a mesma coisa em agosto de 2076.

De verdade gente, o que eu espero com isso é que vire um hábito, que eu pare de inventar desculpas pra sabotar a corrida. Que eu pare de achar que 1x na semana tá bão porque não tá. Espero que alguns hábitos mudem. Espero também que você levante e sacuda a poeira aí e me acompanhe nesse desafio. BORA SER FIT MEU POVO. Porque nem só de pão viverá o homem não. Tem que rolar uns exercícios ae pra viver bem também!

Segura o suco verde com uma mão, pega o tênis de corrida com a outra e vambora!

2 de setembro de 2016

Eu tinha falado nesse post aqui, que há uns anos eu tinha alguma resistência em usar calça jeans, principalmente pelo fato de achar sem graça e nunca conseguir montar looks interessantes com essa peça. Maaas os anos passam, a gente evolui, para de usar meia listrada e vê na calça jeans aquela companheira de todas as horas, sejam as horas de preguiça ou de inspiração fashionística.

Hoje eu vejo o jeans como um curinga – que SIM meuzamigo – pode ser sem graça. Mas que com uns truques consegue fazer bonito e serve de base para looks interessantes.
jeans2

Nesses 3 exemplos acima, a pegada é casual. Pra ir ao trabalho, faculdade, no shopping, na feira do rolo e onde mais quiser. O truque 1, que dá um ar mais arrumado pro look todo, é a barra. DOBRE ESSA BARRA minha amiga e você não precisa de mais nada nessa vida. O look 2 eu achei lindo, gosto dessa tendência de usar tênis esportivo fora da academia, MAS, é um daqueles looks que acho que fica lindo no Pinterest e cagado na vida real. De qualquer modo, vale testar. O look 3 traz o combo jeans + botinha + camisa aberta. Amo como se não houvesse essa touca rosa zuando as vibe toda.jeans1

E agora abram alas para os exemplos de como montar looks mais arrumados sem abrir mão da boa e velha calça jeans. O primeiro modelo boyfriend (sempre quis, nunca tive) com salto, camiseta básica e jaqueta, mostra que um combo de peças básicas pode se transformar em um look estilosão. E no segundo a gente vê que é possível usar moletom com salto. Se o moletom for mais justinho e o jeans também, melhor ainda. Bora colocar o moletão velho na secadora e testar essa parada. E o 3 é aquele mix de jeans com jeans que sempre volta à moda e a gente ama. AMO/USO/SOU. Não tem erro, é tudo jeans. Com salto, com tênis, com bota. A gente imita e é feliz.

E aí, gostaram? Inspirou? Não adiantou porcaria nenhuma?
Contem nos comentários!

5 de agosto de 2016

Não me odeiem. Juro que está acabando o teste cardíaco da temporada eeee chamem o Galvão porque Haaaaja coração, amigos.

Hoje o negócio fica realmente sério porque vamos falar de coleção Couture do Zuhair Murad.

Que tá com uma cartela de cores lindas.

E muitos brilhos e transparências.

Levanta do chão  e BORA SOFRER.

1

Esse verde é meio Barbie o encanto das fadas no jogo do Parmera mas merece destaque. O preto eu usaria amanhã. Pra ir pro trabalho.

2

Carmen San Diego virou fashionista e agora só usa alta-costura. Mas o da direita é apaixonante, exceto pelo cinto que achei demais.

3

O rosê achei muito Barbie-Barroca, mas coloquei aqui pela polêmica. O estampado é muito amor, decote maravilhoso.

No próximo post, o fim dessa saga de vestidos MurahidSaabísticos que aceleram nosso coração chega ao fim.

Preparem-se.

Fotos: Vogue.com

Página 1 de 312...Última »